Já falamos aqui no blog sobre a diferença entre contas a pagar e a receber e também sobre como manter as contas a pagar sob controle. E hoje, vamos abordar um assunto relacionado e igualmente importante: a gestão das contas a receber.

É por meio de uma boa gestão das contas a receber que o gestor terá informações sobre os créditos a receber decorrentes das vendas a prazo, um dos ativos mais importantes de qualquer empresa. E, com esses números em mãos, é possível tomar decisões de forma muito mais assertiva.

Então, para saber mais sobre a gestão dessas contas, continue acompanhando este nosso novo artigo.

Boa leitura e boas vendas!

O que são contas a receber

As contas a receber correspondem a tudo aquilo que a empresa planeja receber em um determinado período. Ou seja, são aquelas quantias que estão previstas para entrar no caixa da empresa, decorrentes de juros de investimentos, mas principalmente, das vendas a prazo.

E como você já sabe, para que exista equilíbrio no caixa da empresa, os valores a receber devem ser maiores do que os valores a pagar.

As vantagens de manter as contas a receber sob controle

Para que haja uma gestão financeira realmente eficiente é preciso que a empresa mantenha mecanismos de controle sobre as contas a pagar e as contas a receber.

Só assim, é possível para o gestor tomar decisões com base na situação real da empresa, afinal, ele terá em mãos as seguintes informações:

  • A data e o montante dos valores a receber;
  • Os descontos concedidos;
  • Os juros recebidos;
  • A relação dos clientes que pagam suas contas em dia;
  • O montante dos créditos já vencidos com os respectivos dias de atraso;
  • As ações tomadas para a cobrança dos valores atrasados;
  • Quem são os seus principais clientes e o grau de concentração das vendas;
  • A regularidade dos clientes;
  • O andamento dos processos de cobrança, tanto na administrativa quanto na esfera judicial.

Gestão e estratégias para o controle das contas a receber

Neste ponto, é normal que você se pergunte como deverá ser feito a gestão de contas a receber na prática, certo?

E a resposta é que com atitudes simples você consegue manter as contas a receber sob controle. Basta começar e adotar as estratégias a seguir.

  1. Seja organizado

Não existe controle sem organização, ela é o único caminho para o controle das contas a receber. Afinal, é necessário que você saiba exatamente quais são os valores que a sua empresa tem para receber e quando elas serão pagas. Essa é a única maneira de prever quanto dinheiro a empresa terá em caixa ao final do mês.

  1. Monitore o comportamento dos seus clientes

Monitorar quais são os clientes que costumam atrasar seus pagamentos e também aqueles que pagam com antecedência, também é outro ponto importante.

Quanto aos primeiros, é importante estabelecer uma rotina de emissão de avisos de cobrança, para que assim, seja possível evitar os atrasos. Enviar e-mails “lembrando” que o vencimento de uma conta está próximo, se mostra uma excelente estratégia. É muito comum que alguns clientes simplesmente se esquecem de pagar suas contas, seja por distração ou por falta de organização.

Já para aqueles que costumam pagar suas contas antes do vencimento, esteja preparado para dar descontos e vantagens, valorizando e estimulando ainda mais esse comportamento.

  1. Não tenha medo de fazer cobranças

Se você prestou um serviço ou vendeu um produto você tem todo o direito de receber o valor correto na data combinada.

Dessa forma, não se importe com que o cliente vai pensar e não tenha receios de fazer cobrança. E claro, se o cliente se mostrar incomodado ou irritado com uma cobrança, talvez não seja uma boa ideia continuar fazendo negócio com ele, pois certamente os atrasos e a falta de pagamento serão frequentes.

Só tome bastante cuidado para não constranger o cliente em débito. Isso pode gerar sérios problemas e até mesmo demandas judiciais para a empresa.

Por fim, para que não aconteçam cobranças indevidas, mantenha um controle atualizado dos clientes inadimplentes, acompanhada de um histórico com todas as tentativas de contato e de negociação dos débitos.

  1. Calcule o índice médio de inadimplência

A inadimplência é um risco em qualquer tipo de negócio, mas você deve sempre trabalhar para reduzi-la o máximo possível.

Por isso, uma boa estratégia é calcular o índice médio de inadimplência. É por meio dele que você irá conseguir fazer uma projeção de fluxo de caixa mais precisa.

No mais, se você perceber que o índice de inadimplência do seu negócio está muito alto, é sinal que chegou o momento de rever a política de crédito e de cobrança da empresa.

Fonte: bcntreinamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − treze =