Segundo estudos do IBGE, cerca de 48,2% das empresas brasileiras fecham suas portas após os três primeiros anos de existência. Porém, a boa notícia é que isso pode muito bem ser evitado com uma gestão adequada ou, mais precisamente, com a existência de uma controladoria empresarial.

A controladoria empresarial é o órgão ou a unidade administrativa responsável pela coordenação da gestão econômica e fiscal das empresas. Ela surgiu nos Estados Unidos, no começo do século passado, e tinha como objetivo exercer um controle  mais duro sobre as grandes empresas que, na época, careciam de um gerenciamento mais eficiente.

A prática deu certo e ganhou o mundo, conquistando milhares de empreendedores e sendo implantada nas mais diferentes empresas.

E para que você saiba como funciona a controladoria empresarial e como ele deve ser feita na sua empresa, acompanhe este nosso novo artigo sobre o assunto.

Boa leitura!

Como funciona a controladoria empresarial e qual é a sua importância?

Não há dúvidas sobre a importância da controladoria em uma empresa. Afinal, ela é o órgão responsável pelo acompanhamento dos atos administrativos internos, avaliando seus resultados e buscando formas de aprimorá-los.

A controladoria reúne informações cruciais que irão permitir que o  gestor tenha uma visão real da organização e dessa forma, possa fazer previsões para o futuro, minimizar os riscos  e tomar decisões mais acertadas. No mais, ela também atua comparando os dados da sua empresa com os de outras similares, podendo assim indicar aos gestores as mudanças e melhorias necessárias.

Enfim, a importância da controladoria está no fato de que ela possui as informações necessárias para que a empresa produza bons resultados, poupando tempo e dinheiro. Pois, custos desnecessários, queda na produtividade, e perda de tempo com retrabalhos podem ser provocados por informações equivocadas ou mesmo pela ausência delas.

Mas se engana quem pensa que a controladoria empresarial se resume a uma controladoria financeira. A controladoria é muito mais que uma atividade de natureza contábil, ela envolve todo o sistema organizacional da empresa. Ela começa com o planejamento e abrange o controle operacional, coletando dados úteis que irão permitir  que os gestores possam avaliar o cenário com mais segurança e, como já falamos acima, tomem decisões mais acertadas e assim, reduzam os riscos a curto, médio e longo prazos.

Por fim, podemos, de forma resumida, afirmar que são funções de uma controladoria empresarial:

  • Planejar: determinação de um projeto para alcançar um objetivo;
  • Organizar: estruturar todos os processos e atividades para que o objetivo seja alcançado de maneira satisfatória;
  • Comandar: dividir as tarefas de forma eficiente;
  • Controlar: analisar a qualidade e a eficiência do trabalho em relação ao objetivo que definido.

E sempre bom frisar: além de ser um setor com elevado potencial estratégico, a controladoria também atua nos mecanismos obrigatórios da lei. Por isso é uma atividade tão importante e fundamental para as empresas.

Como fazer uma boa controladoria de uma empresa?

No dia a dia da controladoria, o papel do controller é fundamental. É dele a responsabilidade de comparar os padrões definidos e os resultados obtidos e assim, identificar os desvios que estejam acontecendo bem como os impacto deles para o alcance dos objetivos desejados.

O controller não é responsável pelo alcance dos resultados desejados pelos gestores. Alcançar esses resultados é tarefa para administradores. O papel do controller é monitorar o plano de ação executado pelas empresas e não tomar decisões operacionais.

No entanto, além do controller, é necessários que todos os colaboradores participem da estratégia e façam a sua parte, da produção até a direção. Inclusive, é importante destacar a importância da diretoria em todo o processo, pois sua atuação servirá de exemplo para os demais.

Assim, para implantar uma controladoria em sua empresa, além da escolha do controller e dos demais profissionais que irão atuar na área e preciso observar os seguintes fatores:

Estrutura da empresa a partir da controladoria

Tal como em um sistema solar, todas as atividades da empresa (planejamento, orçamento, projeções, controle, administração de capital, negociação, diagnóstico, acompanhamento, estruturação, etc),  devem acontecer ao redor da controladoria.

Mas, a empresa pode ser estruturada de forma vertical, com a controladoria no topo. Assim, a partir dela são fornecidas as informações necessárias para as atividades financeiras, contábeis e operacionais, que formarão a base para os gestores.

Integração e geração de relatórios

A controladoria precisa estar completamente integrada aos diversos setores da empresa, pois deve receber informações completas que serão usadas na produção de relatórios de acompanhamento para a auxiliar a tomada de decisão dos gestores.

Entre esses relatórios, destacam-se:

  • Demonstrativo de resultados do exercício – DRE;
  • Demonstrativo de fluxo de caixa – DFC;
  • Balanço patrimonial – BP.

Profissionais com amplos conhecimentos técnicos

Os colaboradores envolvidos nas atividades da controladoria precisam possuir conhecimentos específicos. Porém, muitas áreas do conhecimento são úteis e valiosas para a atividade, tais como:

  • Contabilidade: ciência fundamental para a controladoria;
  • Economia: fornece conceitos importantes;.
  • Administração: fornece recursos e ferramentas;
  • Direito: importante para a análise das leis tributárias;
  • Matemática: base para as mensurações e cálculos.
  • Estatística: necessária para as análises de dados, riscos e incertezas;
  • Sociologia: fornece conteúdo sobre autoridade, liderança, responsabilidade, poder e outros temas relacionados à gestão;
  • Psicologia: importante no momento de tomada de decisão, pois leva em consideração aspectos comportamentais.

Lembrando que os gestores podem aproveitar os funcionários já existentes na empresa e  criar uma equipe interna de controladoria, ou podem terceirizar esse serviço.

Utilização de ferramentas adequadas

Para começar, a controladoria pode usar recursos simples, como planilhas. Porém, no decorrer do trabalho deverá ser feita a mudança para métodos mais sofisticados e eficientes de controle.

É possível encontrar na internet materiais gratuitos e aplicativos que podem te ajudar nas atividades diárias da controladoria. Esses materiais permitem um o registro de informações referentes aos custos, receitas, investimentos, contratações, prazos, indicadores, estoque e ainda a elaboração de relatórios periódicos.

Conclusão

Deu para perceber a importância da controladoria empresarial para o crescimento equilibrado de uma organização a longo prazo?

Afinal, ela permite que os processos de decisão dos gestores se aperfeiçoem por meio de informações adequadas que têm como consequência um ganho de vantagem competitiva enorme.

No mais, é preciso que fique claro, que a controladoria é uma área estratégica, que envolve muito mais que contabilidade. Ela trabalha com toda a estrutura da empresa, assegurando o contínuo fluxo de informações.

Então, se você quer ver sua empresa tenha sucesso, aprofunde seus conhecimentos sobre o assunto e adote as técnicas da controladoria. E para isso, uma excelente opção é fazer o nosso curso de Controladoria Estratégica Aplicada.  Você não irá se arrepender diante dos resultados alcançados.

 

Fonte: bcntreinamentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *